Ministério Público vai investigar ‘furões’ de fila da vacina contra Covid-19 no Piauí

0
71

O Ministério Público Estadual instaurou procedimentos administrativos em cidades do Piauí para investigar supostos “furões” da fila vacina contra a Covid-19 no Estado.  Políticos e pessoas que não estão inclusas no grupo prioritário da fase 1 da campanha de vacinação, que abrange profissionais da saúde que atuam na linha de frente de combate ao coronavírus e idosos institucionalizados, estariam se beneficiando da posição para receber o imunizante.

Até esta quarta-feira (20) procedimentos administrativos foram instaurados nas cidades de Piracuruca, São João da Fronteira, São José do Divino, Pio IX e Guaribas e Uruçuí. Nestes dois últimos municípios os prefeitos decidiram tomar a primeira dose da vacina e causaram polêmica.

Guaribas recebeu apenas 26 doses da Coronavac. O promotor de Justiça José Marques Lages já instaurou uma Notícia de Fato para averiguar a denúncia e quais medidas podem ser adotadas para responsabilizar possíveis irregularidades cometidas pelo gestor.

Em Urucuí o primeiro a tomar uma das 115 doses de vacina que foram enviadas ao município também foi o prefeito.  O promotor de Justiça Edgar Bandeira informou que está instaurando procedimento administrativo para apurar se a vacinação está ocorrendo de acordo com as orientações e as diretrizes do Ministério da Saúde.

Em Pio IX, que recebeu 48 doses da vacina, há informações de que vereador, que seria professor, foi um dos vacinados contra a Covid. O promotor de Justiça Eduardo Palácio também vai instaurar procedimento administrativo.

Na cidades de Piracuruca [167 doses], São João da Fronteira[26 doses] e São José do Divino[29 doses] o promotor Márcio Carcará  instaurou procedimentos para garantir a imunização dos públicos-alvos para vacinação e o respeito a ordem prioritária estabelecida pela Campanha Nacional de Vacinação.

Há informações extraoficiais que nas cidades pessoas que estão foram do grupo prioritário receberam a vacina. “Efetivamente temos muito profissionais de saúde que estão no enfretamento da doença e que são pessoas que devem tomar a primeira dose. Por precaução pedi aos gestores que enviem listas dos profissionais que tomarão a vacina”, explica o promotor.

Fonte: Cidade Verde

Nova-Otica-2

DEIXE SUA OPINIÃO

Please enter your comment!
Please enter your name here