Sessão extraordinária da Câmara de Piripiri é suspensa por falta de quórum

Geral Polícia

Não houve quórum para a sessão extraordinária convocada para essa segunda-feira, 28, da Câmara Municipal de Piripiri, que apreciaria o polêmico projeto encaminhado pelo prefeito Luiz Menezes, em seus últimos dias de mandato, para abertura de créditos suplementares  do exercício do orçamento 2020, correspondente a 25% do orçamento principal no valor de 152 milhões. A suplementação orçamentária, caso aprovada, pode chegar a mais R$ 30 milhões.

Por falta de quórum (apenas cinco vereadores compareceram) a sessão foi suspensa e foi reconvocada para a próxima quarta-feira, 30, como determina o Regimento.

O vereador Luiz Carlos, da base governista, que compareceu à câmara, disse que é comum esse tipo de operação nos governos. “Isso é justamente para fechar o exercício financeiro de 2020, dentro das conformidades que a lei determina e resolver todos os problemas financeiros, condizentes com os recursos que entraram no município”, disse o parlamentar.

Para a presidente da câmara de vereadores, Nayla Barbosa, a convocação é de pleno direito do poder executivo. “Cada gestão é plena e é de responsabilidade do gestor. Os novos gestores não tem responsabilidade sobre o orçamento de 2020. Trabalhamos tendo como base o Regimento Interno”, finalizou a presidente.

Com Informações do Portal Sem Fronteiras

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *